Multicom - Agência Comunicação Institucional e Assessoria de Imprensa

Notícias / Câmara de Gaia cede três casas para acolher vítimas de violência doméstica

18 de Março de 2015

A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia – através da Gaiurb, EM – assinou esta manhã, dia 7 de Março, um protocolo que visa ceder três habitações, a título gratuito e com todas as despesas de manutenção incluídas, à UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, para que esta entidade possa alojar de forma transitória vítimas de violência doméstica, o que irá permitir a autonomia funcional destas mulheres”. As habitações não pretendem ser casas-abrigo, mas sim casas de transição, sendo o espaço ideal para a última fase do processo, antes de a vítima retomar a sua dinâmica de vida em sociedade.

O acesso à habitação protegida é parte integrante de um «projeto de vida» baseado numa intervenção técnica, devidamente delineado e executado, composto por várias áreas de abrangência, sendo esta determinante no sucesso desse processo.

Para o presidente da autarquia, Eduardo Vítor Rodrigues, “este momento reflete a vontade de cumprir a palavra e de materializar um compromisso, ainda que seja apenas o ponto de partida para um projeto mais abrangente que pretendemos implementar no concelho. Vila Nova de Gaia precisa de diferentes respostas para problemas multidimensionais e, por essa razão, numa fase posterior e com a ajuda do Quadro Comunitário de Apoio, criaremos uma rede de apartamentos de transição, bem como uma casa-abrigo para dar suporte às vítimas de violência doméstica”.


voltar